Confira a quantidade de alguns deles que são encontrados na natureza

– Fósforo:
castanha-caju(2)853 mg de fósforo é a quantidade presente em 100 g (cerca de 1 xícara) de castanha de caju (crua). A versão torrada e salgada oferece menos (239 mg). O fósforo é muito importante para a saúde, principalmente para os ossos.

– Cobre:
mamão-formosa(2)1,36 mg de cobre é a média desse mineral encontrada em 100 g de mamão formosa. Raramente divulgado em tabelas nutricionais, o cobre é basicamente responsável pela produção de melanina (coloração da pele, dos pelos e dos olhos), além da formação de tecidos.

– Manganês:
nozes(2)4,05 mg de manganês é a quantia contida em 100 g de nozes. Para você ter ideia de como as nozes são ricas desse nutriente, a mesma quantidade de ervilha, por exemplo, tem apenas 0,28 mg. Para quem não sabe, o manganês ajuda na cicatrização de feridas e é essencial para o desenvolvimento dos ossos.

– Zinco:
gergelim(2)5,2 mg de zinco pode ser encontrado em 100 g de gergelim (o pinhão, por exemplo, oferece 0,8 mg). O zinco é fundamental para o bom funcionamento do metabolismo do corpo.

 
 

– Magnésio:
linhaça(2)347 mg de magnésio é a quantidade encontrada em apenas 100 g de linhaça. Basicamente, o magnésio é muito importante para os músculos, nervos e ossos.

 

 

Fonte: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos (TACO)

Esse trecho foi retirado da Revista dos Vegetarianos, seção Números Veg, edição 103.