Confira cinco livros que, por vias filosóficas, jurídicas ou sociais, auxiliaram na difusão de ideias a favor da liberdade e dos direitos dos animais.

5- Libertação Animal, de Peter Singer

Libertação-AnimalConsiderado o livro que fundamentou o movimento animalista, ele critica, com bases filosóficas, o especismo e o descaso com os interesses dos animais não-humanos. O autor expõe a crueldade da indústria pecuária, que confina os animais com base em uma suposta superioridade humana.

 

 

4- Por que amamos cachorros, comemos porcos e vestimos vacas, de Melanie Joy

Por-que-amamos-cachorrosO livro questiona o fato de as pessoas consumirem carne de certos animais, como porco, enquanto jamais comeriam outros, como cachorro. Joy explica como essa cultura está enraizada numa sociedade que, com base em crenças e tradições, atribui diferentes finalidades aos animais.

 

 

3- Introdução aos Direitos Animais, de Gary Francione

Introdução-aos-Direitos-AniProvocativa, a obra discute a complexidade e as contradições que envolvem a relação moral dos humanos com os animais. Utilizando vias relacionadas ao Direito, o autor critica o fato de que os humanos reconhecem que os animais possuem direitos e interesses, mas, na prática, não os levam a sério.

 

 

2- Ética & Animais – Um guia de argumentação filosófica, de Carlos Naconecy

Ética-&-AnimaisO livro mostra os argumentos mais comuns que são utilizados para justificar o descaso em relação aos direitos dos animais. Em contrapartida, Naconecy explica de modo filosófico, porém acessível, quais argumentos usar em prol dos interesses dos animais não-humanos.

 

 

1- Jaulas Vazias, de Tom Regan

Jaulas-VaziasExpondo a realidade da exploração animal, a obra critica a maneira como os animais são transformados em produtos e instrumentos e tratamento este que tem como base o especismo, ou seja, a discriminação de espécie. Professor de filosofia norte-americano, Regan defende que os bichos possuem direitos morais, além de necessidades e interesses próprios.

 

 

Esse trecho foi retirado da Revista dos Vegetarianos, seção Ranking Veg, edição 107.