Por: Marco Clivati –

Daquelas de tirar o folego, que tem o poder de congelar o tempo. Um sentimento capaz de arrancar suspiros profundos e que faz despertar sorrisos, até mesmo, no mais rígido dos corações. Amar a vida é a mais poderosa e transformadora das paixões.

O amante da vida vive apaixonado. Celebra a vida à cada minuto e tem a graça de saborear uma nova paixão a cada instante. Se encanta ao ver o delicado orvalho acariciando folhas e flores em mais um amanhecer. Torce pelos frágeis galhos da imponente árvore que tentam alcançar o céu. Dança ao ouvir a singela melodia das ondas que quebram o silêncio à beira-mar.

Viver em constante paixão pela vida é um dos mais poderosos e nobres ensinamentos. Algo que só pode acontecer quando existe o contemplar, o doar sem receber e, acima de tudo, muito respeito à todas as formas de vida que compartilham da mesma paixão.

 

Esse texto foi retirado da Revista dos Vegetarianos, seção Editorial, edição 71.